SIGA A PREFEITURA:

Mostra cultural e científica da escola XV de Março é destaque em Chã Grande

A Escola Municipal XV de Março realizou nesta quarta-feira (31), a primeira edição de sua mostra cultural e científica. O evento, realizado nos três turnos, contou com a exposição de trabalhos e projetos, realizados por alunos da instituição de ensino, com a supervisão de professores, envolvendo todas as disciplinas. Saúde, física, química, história de Chã Grande e outros assuntos fizeram parte da programação especial.

A abertura foi feita logo pela manhã, pelo diretor José Adênio, acompanhado do diretor-adjunto, José Paulino, professores, funcionários e o secretário de educação, Joel Gomes. Ex-aluno do XV de Março, Adênio destacou o evento como um resgate das atividades realizadas pela escola ao longo dos anos. Além disso, o gestor disse também que o intuito era promover um maior aprofundamento dos alunos nos assuntos trabalhados.

“É uma satisfação muito grande saber que a Escola Municipal XV de Março está retomando o ‘escola viva’, que é aquela escola que faz com que o aluno trabalhe a interdisciplinaridade, faça com que o aluno saia daquela questão de sentar na cadeira, escrever e só. A gente sabe que precisa muito hoje trabalhar a questão de ciência e tecnologia, o lado cultural e o lado humano”, destacou Adênio. “A Escola Municipal XV de Março está tentando resgatar isso, fazendo com que o aluno se torne um cidadão”, completou.

Escolas públicas e particulares também estiveram presentes no evento. “Eu achei bem bacana. É muito importante a gente prestigiar e aplaudir as outras pessoas também”, disse a estudante Hellen Vitória, do Educandário Batista.

Outro momento importante do evento foi a interação entre os estudantes da Escola XV de Março, com os alunos da Escola José Inácio Cavalcanti da Silva, da cidade de Brejo da Madre de Deus. Há alguns anos, as duas instituições de ensino participam de um projeto de troca de cartas. Agora, pela primeira vez, os estudantes finalmente se encontraram. “Foi muito bom. Aproveitamos bastante a feira”, destacou a estudante visitante Giselle Albuquerque.

A mostra cultural e científica chegou ao final no turno da noite, por volta das 21h, após mais de nove horas de apresentações. “Além dos professores, nossos alunos deram as mãos e trabalharam bastante. E o resultado é esse”, destacou a professora Nadja Ramos.

Comentários